Felicidade é um estado de Espírito que se está sempre a construí-lo, completamente à disposição de nosso livre arbítrio. A gente encomenda como quer para ser feliz. Como aborda o autor do título, tem sentido, porque é próprio das pessoas – eu atribuo mais por uma questão de recordação – saudade -, havendo uma tendência natural da gente se espelhar no passado, indistintamente, para dizer que foi bom.  E se afirma: aquela época foi boa! O que não tem nada a ver, podendo até que hoje se esteja é melhor.

Eu mesmo já tenho me referido a acontecimentos dos meus idos que mexem com a minha intimidade, e eu digo: naquele passado eu podia brincar, caçava de baladeira, jogava bola, eu era mais livre…, foi tão bom! Sim, mas é entender que aquela fase me propiciou em naturalidade, como se apresentou para mim naquela ocasião, aquele tipo de felicidade como se adequava. Acontece-me também agora, diferentemente, com outras ocorrências: eu vou boas festas, vou à praia, tenho meus amigos com quem “bato papo” saudáveis em diversos lugares, tenho os IIr.’. da minha Instituição, a minha família dinâmica…, é tão bom!

Para o futuro eu não crio circunstâncias em minha mente que ele irá ser ruim. Não serei feliz por quê?  Eu estou esperançoso e confiante que hão de se me apresentarem situações bastante alvissareiras que me serão agradáveis, – satisfações mil me envolverão -, e eu seguirei nesta estrada com almofadas afáveis de ilusões, muito bem “assentado aos meus 7.2”, nesta “Cadeira tão acolchoada da Vida”, em que só prazeres (Sei que tenho e terei sempre também problemas, mas resolvo), eu “crio” para tê-los, estando indiferente a quaisquer outros estados de Espírito que não abaterão jamais desejos meus de felicidades.

– Meu G∴ A∴ D∴ U∴ – É por isso que eu sou um “menino” – não só no tamanho -, mas também de “Mente”, porque nunca eu distingui épocas, períodos, tempo, ocasiões…, como escolhas momentâneas para eu ser feliz. Sou feliz. E o que é não ser Feliz? Com certa experiência que a vida já me deu, eu respondo: – é se apegar a “picuinhas”, se alvoroçar com sofrimentos desnecessários, ao invés de buscar na maior riqueza de sua “Mente”, os trunfos para suas soluções, e a Felicidade que sempre se pode construir para ser feliz…, para viver alegremente.

Vão por mim! Todos nós seres humanos, viemos fundamentalmente para esta Terra, com a finalidade precípua – De Ser Feliz. Buda disse: “Tudo o que somos é o resultado do que pensamos”. Então! Pense nisso! A escolha é sua. Engana-me ilusão que eu gosto! Contanto, que redunde em felicidades para mim. O que é a Vida, se não este curto tempo que deve ser feliz, enquanto tramitamos neste Majestoso Planeta Terra? Tão magnífico, suntuoso e ilusório!

Gratidão, Senhor.

Edmar Carneiro.

Edmar Carneiro
at
José Edmar Carneiro, Mestre Maçom da Loja Goaçalves Ledo Nº 89 - Orador da Loja, Membro da Acadêmia Maçônica de Letras do Estado do Ceará. No Mundo Profano - Advogado, mas deempenhei no âmbito do Trabalho, o Cargo de Gestor de Administração de Vendas, atualmente - Aposentado.